Dilma, prefeitos e "cabos eleitorais"


A presidente Dilma Rousseff teve ontem um encontro com os prefeitos do país. 5.563 chefes do executivo municipal foram a Brasília e receberam a notícia da generosa quantia em recursos que o governo federal pretende repassar aos municípios do país, R$ 66 bilhões e 800 milhões. O que antes era uma “Marcha a Brasília”, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios, se transformou em um Encontro Nacional com Novos Prefeitos. O que isto significa?
A presidente já tinha mudado o tom de seu discurso na semana passada, em pronunciamento nacional. Dividiu os brasileiros e afirmou que a “oposição não quer o crescimento e a distribuição de renda no país”. A prática de usar a máquina pública para campanha o seu antecessor conhecia bem. Quantas vezes Lula usou o horário em cadeia nacional, onde o presidente presta contas de seus atos à população, para fazer campanha.

No encontro com os prefeitos Dilma não foi diferente. No ano passado ela foi vaiada. O motivo foi os royalties do petróleo, em que a presidente não quis discutir a distribuição dos recursos entre os prefeitos. Agora, ontem, Dilma foi aplaudida, ela está “generosa”. O que ela quer?
A resposta é simples, mais do que ajudar os municípios, o que é necessário, ela quer ampliar suas bases para sua candidatura à reeleição em 2014. No ano da Copa, Dilma quer o "título". Seu partido, o PT, foi o que mais ampliou as bases nos municípios nas últimas eleições. Agora, isto precisa chegar às cidades que o Partido dos Trabalhadores não domina. Assim, nada melhor do que a distribuição de recursos.
A presidente tem, no caminho para chegar ao seu objetivo, dois obstáculos. O primeiro são os candidatos que devem ser lançar para concorrer com ela; o segundo está dentro do próprio partido, o seu antecessor tem forças partidárias que o quer de volta ao Planalto. Lula se recuperou de um câncer e tem gosto pelo poder, o que é um ingrediente perigoso. Mas, pelo que tudo indica, Dilma está disposta a enfrentar os inimigos, por mais que íntimos. Os prefeitos podem ser uma peça importante no seu jogo para permanecer na presidência.

Comentários

Postagens mais visitadas