O prato raso de Dilma

Presidente Dilma Roussef anunciou a erradicação da miséria no país. Mas a promessa não é nova, já tinha sido slogan de sua campanha em 2010. Agora, antecipando a do ano que vem, ela anuncia novamente, "vai tirar da miséria 2,5 milhões de brasileiros". Para isso, R$ 70,00 per-capta para encher o prato de quem se encontra na miséria. Mas a porção de Dilma é rasa.
Segundo levantamento feito pela Folha de São Paulo, seria necessário o dobro desta valor para cumprir o prometido. Com o valor estabelecido pelo Ministério da Saúde, não daria para cumprir uma nutrição básica para a população.
A presidente está em campanha e quer transformar o combate a miséria em sua principal bandeira. Mas entre o que se propõe e a condição real para superar a carência há uma distância, segundo dados do Fundação Getúlio Vargas. Pela FGV, seria necessário pagar R$ 138,00 pelo prato mínimo para o combate a fome. Um valor bem acima do que Dilma anunciou.
Quem não esquece da campanha do "Fome Zero", em que um prato vazio era apresentado como símbolo, agora ele se esvazia pela inflação que a presidente tem que combater. O preço do alimento sobe e coloca em risco a erradicação da fome. A esperança é que a cota para combater a miséria dure até as eleições do ano que vem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Formação do Estado Nacional Moderno

Um pouco de teoria do Estado, Política e Economia

O poder no Brasil