O que será do corredor?


Todo o primeiro passo gera resistência. Mas sempre é bom apostar no começo. Ter paciência e focar em um futuro em que o transporte coletivo, a bicicleta e, principalmente, o pedestre, serão prioridade.
Começa a funcionar hoje o corredor de ônibus da Avenida Morangueira. É o primeiro passo para uma série de obras, algumas em andamento, para a tão declamada integração de modais. Coroada com a construção, ainda sem data para acabar, do terminal intermodal. Ao final, esta obra pode iniciar uma nova história do transporte coletivo na cidade.

Novos ônibus, que atendem a exigências da prefeitura de Maringá para a empresa TCCC também entraram em circulação. O que é um ponto fundamental para gerar atração da população sobre o transporte coletivo. Na guerra entre os carros e os demais modais pode ter neste corredor da Avenida Morangueira uma batalha vencida pelo transporte coletivo.
Para ouvir o comentário sobre o tema, clique aqui.
Outras medidas devem ser pensadas e praticadas para esta transição de uma cidade feita para a mobilidade de carros serem para as pessoas. Priorizar o deslocamento de seres humanos é bem diferente do que fazer vias para os veículos motorizados. Custo e qualidade devem ser estimulados para vencer o preconceito associado a comodidade. É preciso chegar com facilidade aos diversos pontos da cidade com o transporte coletivo. O tempo de deslocamento tem que melhorar. O local onde se espera o ônibus também.

Não é uma tarefa fácil mudar o hábito de mobilidade de uma cidade. Porém, muitas cidades brasileiras estão nesta busca. Estão dando seus passos iniciais. Mas deve começar de algum lugar. Não podemos retroceder e impedir o avanço dos modais menos poluentes e que priorizem um deslocamento mais seguro. Temos que lugar para que no futuro a cidade seja tomada por bicicletas, ônibus, metrô de superfície.

Por isso, que tudo dê certo na Avenida Morangueira a partir de hoje. Os primeiros problemas devem ser relevados, mas com o tempo, o deslocamento dos ônibus em corredores exclusivos deve permanecer e se estender para outras vias da cidade.

Gilson Aguiar comenta o corredor exclusivo para ônibus na Avenida Morangueira, em Maringá.

Comentários

Postagens mais visitadas