Mensalinho: vícios do poder



A corrupção não é algo isolado. Não se apresenta em um lugar determinado como raridade se não for prática abusiva e propagada. Quando uma pequena cidade apresenta corrupção na administração municipal isto é o sinal de que ela é apenas uma expressão de algo que se dá em uma proporção bem maior.
Uma cidade pequena do centro-oeste paranaense, Luiziana, está nas manchetes dos jornais. Ela é algo de investigação da Operação Tália. Foram 19 mandados cumpridos pela Polícia Civil na cidade.

O fato é que funcionários da prefeitura eram obrigados a entregar parte do pagamento para um “caixa 2” usado para financiar a campanha eleitoral do prefeito. Enquanto o mensalão dava subsídios a parlamentares, por exemplo, o mensalinho de Luiziana tirava dos funcionários para bancar a permanência do prefeito. Na miséria de uma cidade sem recursos, o dinheiro tem que ser tirado de quem vive de pouco e necessita do emprego público.
Para ouvir comentário sobre o tema, clique aqui.
Luiziana é dependente do Fundo de Participação dos Municípios para sobreviver, como a grande maioria dos 399 municípios do Paraná. O prefeito, Mauro Slongo, do PDT, tinha no sobrinho, Thiago Slongo, o procurador jurídico. Cargo que assumiu com a ascensão do tio e o tirou da condição de leiteiro. Uma ascensão típica do nepotismo. Por isso, Thiago administrava o mensalinho. O líder político procura se cercar dos parentes para se sentir seguro e praticar de forma segura os atos mais secretos e ilícitos. Luiziana é um tiquinho, um quinhão, da política brasileira.
Para ver comentário sobre o tema, clique aqui.
O que podemos aprender com a cidade do interior paranaense que tem 7.500 habitantes? Que a política é para muitos uma profissão. Fazer-se na política. Praticar atos para multiplicar o patrimônio. Vale lembrar o papel da miséria como subsídio para o enriquecimento. Manter uma população carente e dependente ajuda à extorsão. Mas Luiziana não é um caso isolado, ela é apenas um pedaço do tecido pernicioso da lógica do poder em muitas cidades do país.

Comentários

Postagens mais visitadas