O Brasil e os brasileiros


O Estado construído de forma autoritária construiu sua identificação impositora com o povo. Ao longo da história o poder não representa ou expressa a vontade popular. Somente nas últimas décadas construímos a democracia de fato. Temos a chance de fazer do país um pouco da nossa imagem e semelhança.

Quem conhece o Brasil e os brasileiros? Muitos manifestam sua paixão pela pátria. As bandeiras andaram nas costas de muitos nas passeatas. Minha terra querida! Expressão comum em diversos momentos em que se colocava em xeque o destino da nação. Mas a pergunta que não quer calar: “Que Brasil é este?”

Muitos que viajam pelo exterior na rota dos cartões postais fazem comparações absurdas. Desmerecem o que somos e argumentam a distância que estamos do comportamento dos “mais civilizados”. Nossas escolas são ruins, nossa saúde não presta, nosso trânsito é uma vergonha, nada de orgulho só renúncia e desprezo. Quantas vezes já ouvi que a terra dos tupiniquins é um atraso.
O país precisa construir o sentimento patriótico...
... o país está por se fazer

Na escola somos encharcados com os heróis pátrios mal explicados. Enlatados do heroísmo dos feitos personalistas. As pessoas íntegras do rol dos homens que deveriam servir de exemplo. No contexto em que viveram e nos documentos detalhados de sua vida humana se descobre que o herói é uma ilusão cheia de tropeços e limitações. O discurso oficial nunca foi a expressão da retórica popular.

Ainda temos que descobrir o Brasil. Entender sua formação pelas mãos do Estado Português na figura de seu rei e a transferência da sua corte. Há que se debruçar sobre o poder que desenhou o território e incluiu o povo na mesma história a fórceps. Aqui não se construiu a pátria pela escolha, se pertenceu a ela pela imposição e repressão do ato e poder. O Estado fez o Brasil. Assim nasceram os brasileiros que hoje tem uma história comum de dominação.

Agora como povo formado e forjado, estamos na luta pela construção de um estado representativo e de uma pátria que se identifique com a sociedade que lhe dá significado. Nos regimes que nos governou, nenhum nasceu das mãos dos movimentos populares. A democracia rara e rasa faz sua primeira jornada de três décadas a procura de expressar a vontade popular. Mas, se pensarmos de forma profunda e extensa, o povo e a pátria ainda estão por se fazer e refazer sua história.


Comentários